Tristeza, solidão e sucesso

Primeiro disco de Maysa, "Convite para ouvir Maysa", que encontrei no quartinho de tranqueiras da casa de minha avó. Um achado incrivel!

Primeiro disco de Maysa, "Convite para ouvir Maysa", que encontrei no quartinho de tranqueiras da casa de minha avó. Um achado incrível!

Após assistir à minissérie Maysa – Quando fala o coração, apresentada pela Globo, e notar que a cantora sempre sofreu com a solidão e a tristeza mesmo estando cercada de pessoas que a amavam, passei a refletir: o sucesso e o talento sempre vêm acompanhados pela depressão?

Maysa nunca encontrou a paz e só se sentia completa cantando, em cima de um palco, escancarando sentimentos por meio de suas músicas. Mas não podia fazer isso o tempo todo, não tinha como escapar da tristeza.

Poderia citar vários artistas que se mataram ou, aos poucos, acabaram com suas vidas (não é a mesma coisa), parecendo ter tudo o que sempre desejaram (dinehiro, filhos, fama, reconhecimento etc.).

Já passei por momentos difíceis e até deixei de fazer as coisas que me davam/dão prazer, inclusive passou pela cabeça o desejo de que tudo acabasse rápido, porém sempre faltou coragem. Não vem ao caso discutir se se trata de coragem, se essa é ou não a melhor escolha, muitos menos se realmente os problemas desaparecem com a morte.

A questão principal é tentar entender se a criatividade e a qualidade presente em textos meus, por exemplo, aparecem apenas quando estou em momentos de crise ou não? Isso porque as músicas mais belas são tristes, assim como a expressão de seus interpretes, os poemas mais tocantes são tristres, assim como os poetas que os escreveram, os filmes mais marcantes são tristes, assim como seus criadores.

Peço desculpas desde já pelas generalizações, eu não as suporto, mas nesse caso a sensação foi tão intensa que me pareceu aceitável pensar assim.

Sei que as respostas podem demorar a chegar, como nunca surgirem, porém fica aqui a tentativa de ouvir opiniões de outras pessoas e o desabafo.

Além disso, procurarei coisas boas que eu tenha feito em momentos felizes. Talvez minha, se assim posso dizer, regra encontre uma ou várias exceções.

 

Obs: Tudo isso foi escrito a base de muitos MM’s, ou seja, chocolate.

Anúncios

4 comentários sobre “Tristeza, solidão e sucesso

  1. Monks disse:

    Sabe que eu acho que, para pessoas cronicamente insatisfeitas, o sucesso só atrapalha. Sem falar na exposição da vida (que deve ser foda de lidar), imagino que os momentos de euforia das apresentações (do artista) devem ser seguidas por uma depressão imensa; Me parece que a pessoa se imagina uma farsa, porque sua vida não é a maravilha que os outros imaginam ou esperam que seja, e isso só lhe faz mais infeliz…

  2. Paula disse:

    Para pessoas cronicamente insatisfeitas o sucessos atrapalha, mas se não tivessem o sucsso, acredito que resistiriam menos tempo. O que acha?
    Sobre ver a vida como uma farsa, um me acho uma. Não quero dizer que minto a todo momento, que só escrevo lorota aqui, por exemplo, mas que tenho disfarces, tenho. Cada um é utilizado em certos moementos, com certeza, como forma de proteção. Somos assim… Só não pode exagerar.
    Não é fácil pensar sobre isso, pois fazemos parte também, todos sentimos essas sensações sejam elas mais ou menos intensas.
    Um tanto quanto sufocante!

  3. blogwishfulthinking disse:

    cada tem um jeito, mas eu tô percebendo que só consigo escrever qnd estou puta com alguma coisa, triste etc…
    bizarro..

    em relação a fama, acho q quem nao consegue lidar com ela de boa, acaba q nem maysa…
    é dificil aprender a lidar, porém nao acho q seja impossivel 🙂
    nao tenho tanta certeza né, nao sou famosa haha

  4. Paula disse:

    É, às vezes penso que nós mesmos criamos um bloqueio quando estamos felizes e paramos de escrver, desviamos a energia para outras atividades. Complexo, não!
    Mas eu tô me surpreendendo! Escrvendo todos esses dias e olha que eu tô bem, tô tranquila, sem crises…
    Também não sou famosa. Hehehehehe… Então é complicado falar, mas acredito que vai de saber lidar com isso também. No mundo das celebrities conseguimos identificar pessoas e pessoas, os sobreviventes e os afundados/afogados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s