Damien Rice

Damien Rice embaçado. Estava muito nervosa, feliz e cantando. Nunca sairia direito essa foto!

Damien Rice embaçado. Estava muito nervosa, feliz e cantando. Nunca sairia direito essa foto!

São Paulo – Citibank Hall – 30/01/09

Dormi tarde por causa do show do James Blunt. Cheguei em casa uma da manhã e ainda fui jantar, contar o show inteiro, tudo o que aconteceu, mostrar as fotos, os vídeos, e foi impossível calar a boca antes das 3 da manhã.

Com o intuito de me matar do coração e de felicidade, os dois, James Blunt e Damien Rice, resolveram fazer shows em São Paulo um dia seguido do outro. Nossa! E não é que quase me mataram mesmo?!

Cheguei do trabalho, fiquei tagarelando, porque é isso que faço quando fico ansiosa, comi, tomei banho, me arrumei toda e passei mal um pouquinho (antes de qualquer show ou qualquer peça, eu passo mal. Enjôo e dor de barriga são os sintomas mais comuns). Saí de casa às 20h 30. Estava chovendo para variar, mas nada tiraria meu bom humor e minha alegria (certo, São Pedro?). Fiquei ouvindo Damien o dia inteiro, até em casa no volume master blaster. Minha mãe e minha irmã não me agüentavam mais gritando, dançando, cantando. E também estavam quase dormindo com as músicas dele. Elas não sabem o que é bom!

21h 15. Já estou dentro do Citibank Hall. E não é que meu lugar nem é tão ruim assim! Sem cabeças gigantes em minha frente. Era assento Y4, mas estava lindo!

Fiquei meio entediada, ninguém puxava papo, ninguém quer falava comigo. Opa, então alguém fez uma pergunta que os outros não sabiam responder. Pronto, minha deixa! Cannonball! Hahaha… Respondi! E o papo rolou solto. Ufa… Menos mal. O tempo passou um pouquinho mais rápido.

Às 22h, horário marcado no ingresso, nada de Damien.

Meia hora depois uma mulherzinha disse: “Boa noite. Devido à chuva forte, informamos que o espetáculo de hoje começará atrasado. Em breve, Damião Risse (ela falou de um jeito bem engraçado)”.

Mais vinte minutos e no telão informações de segurança, ou seja, ia começar. O coração disparou e ninguém mais conseguiria me segurar. Ele entrou, eu gritei e tirei foto. O cara falou pra cacete! E nós lá, quietinhos prestando atenção.

Nada de banda, nada de Lisa Hannigan, apenas Damien, seu violão, suas velas e suas histórias engraçadíssimas.

Não lembro as músicas na ordem que ele tocou, até porque o importante é o que eu senti, o que todos nós sentimos no show. A galera foi ao delírio! Eu não menos. Gritos a cada final de música. Risadas durante e a cada final de história. Damien é praticamente um piadista. Deve fazer comédia stand-up em breve.

Foi uma mistura de sensações. Diverti-me bastante, me emocionei em todas as músicas e, adivinha só, em minha canção favorita ele falou para quem quisesse subir ao palco. Demorou uns 5 segundos para minha ficha cair e quando entendi, larguei a mochila com um rapaz, disse “Vou lá!” e sai correndo com a câmera na mão.

Nooooooossa! Que nervoso! Pensei que não subiria no palco! Subi, eu e meia platéia. Foi legal pacas! Cada parte cantaria uma parte diferente de Volcano. Meu lado ficou com: What i AM to you, it’s not real, what I am to you, you do not need”. Tirei fotos e mais fotos dele ali, do meu lado. Também fiz um vídeo. Depois para descer foi difícil. O palco é bem alto. Machuquei minha mão e descobri alguns roxos em minha hoje de manhã. Hehehe…

Foi lindo, lindo, lindo…

Max de Castro cantou uma bossa nova com ele, e em português ainda. Uma graça!

Difícil conseguir transmitir tudo em algumas (muitas) palavras. O vocabulário se torna minúsculo nessas horas.

Só quem estava lá sentiu o momento. Parecia que estávamos na sala da casa dele. Teve até encenações de fatos que ocorreram e que o inspiraram.

O que desejo agora é que ele volte o quanto antes!

 

Para quem quer ouvir mais Damien Rice, recomendo baixarem os dois CDs, 9 (é o número nove) e O (é a letra “O”). Também tem um show inteiro no YouTube, além das fotos no meu flickr e os vídeos no meu YouTube.

 Ouçam!

 

 

OBS: Se quiser, posso contar todas as histórias que ele contou. Aqui fica difícil, levaria muito tempo e não teria minha encenação, se é que isso ajuda em alguma coisa.

Anúncios

3 comentários sobre “Damien Rice

  1. Miyuki disse:

    Só pela descrição,deu até vontade de estar lá.
    Subir no palco pra cantar hein,com certeza tem q registrar Paulinha,não é todo mundo q tem esse grande momento na vida,cantar ao lado de um ídolo!Sua histórias são até inspiradoras para mim,viver cada dia,intensamente…Ixi,ainda tem mto por vir né,vc vai ter mtas histórias pra contar aqui pra nós,e eu adorando ler seus posts…
    bjins 😉

  2. Marcus Antonius disse:

    Quando essa pessoa enfia alguma coisa na cabeça,
    tome cuidado. Ela fica histérica.
    Já estou até imaginando o quanto ela causou em casa
    cantando o Damião Risse!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s