Meu sobrenome é trabalho…

…e isso é um exagero!

Só sai tarde do trabalho, para variar um pouco. Meus horários estão muy locos por causa do espanhol de segunda e quarta e das super entrevistas e outros trabalhos da faculdade todos os dias de minha vidinha que não é mais pacata há muito tempo. Porém prometi para mim mesma que pararia de reclamar e seria mais feliz, sem peso na consciência.

Finalmente tomei coragem e entreguei o Zine Qua Non para dois professores meus. O que adianta ter um projeto desses e não divulgar, não é!? Por mais bobinho que ele seja (não que eu o ache bobinho), já é uma tentativa de fazer algo diferente (ou não) nesse mundo doido. Aguardo retorno!

Um dos professores disse que há um programa que você baixa e ele coloca sons de máquina de escrever no teclado. E você ainda escolhe o tipo da máquina! Não é incrível? Deve ser irritante depois de um tempo, mas é incrível, vai?! Diz que sim!

Depois fui com a Eli comprar celular na Santa Efigênia! Fizemos “uns esquema loco lá, mano” e sei que uma parte do JUCA tá pago! Hehehe!!! É isso mesmo, vou para o JUCA pirar com a tchurminha do barulho! Nem quero ver! Será que alguém equilibrado poderia ir também para me fazer companhia? Porque minha meta não é beber, cair, levantar, mas sim beber com moderação (como todas as propagandas de cerveja nos ensinam, não é, caro leitor?), voltar para a barraca, colocar meu pijaminha, tomar banho, dormir gostoso e pronto. Sempre me divertinho loucamente, é claro! Sem exageros. Alguns deles me fazem mal.

Para passar o tempo, ela, Eli, fez o passeio monitorado pela Sala São Paulo, não é fofo! Que orgulho! E eu só sai de lá às 21h! Aeeeeeeeee…

Meus livrinhos chegaram! Iurru… Agora tenho que ler ligeirinho A invenção do restaurante e outro que peguei na biblioteca, Fisiologia do gosto. Morri! Eu nem escrevo que vou pirar, porque isso já aconteceu há alguns anos, afinal de contas, mantenho esse blog insano.

O segredo de Joe Gould também chegou. Viva Joseph Mitchell, viva o New Journalism, viva… viva… a leitura de boa qualidade! Aeeee… Viva o tempo que tenho para ler no metrô e no ônibus! (Isso prova que as viagens feitas por meio do transporte público paulistano ocorrem em intervalos de tempo enormes!)

 

OBS: Desliga o computador, a tv, o mp3, tudo, e vá ler um livro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s