Amar: verbo?

Queria não ter medo de amar, de me entregar, de ser intensa como sempre fui…

Não digo isso somente com relação a alguém do sexo oposto, mas também a pequenas coisas como algodão-doce, chocolate, livros, série de tv ou qualquer outra coisa altamente apaixonante. Acho que o medo de não poder ter aquilo que quero quando preciso é maior.

Ainda não sei se isso me traz muita dor ou se me torna mais serena. Isso é algo que só saberei com o passar do tempo. Enquanto isso vou provando pelas beiradas o prato quente. Espero não deixar esfriar demais. Comida requentada não é a mesma coisa.

Também dói saber que outro alguém sente coisas semelhantes. Saber que alguém tenta esquecer, apagar lembranças, excluir rastros e construir algo novo em bases inexistentes ou então, até o momento, invisíveis a seus olhos.

O bom é que me controlo um pouco mais e diminuo a ansiedade, a vontade de ter alguém me ligando, de ligar para alguém a todo momento, de receber mensagens, e-mails, cartas, músicas, abraços apertados de saudades… Nada substituirá o que sinto quando qualquer uma dessas coisas acontecem. Mas tem que vir de quem quero! De quem não sofre por isso, de quem não tem obsessão, de quem não tem dependência, de alguém que goste de minha presença, de como sou sem trocar uma coisinha sequer, pois sei que não é possível mudar minha essência.

Mas em breve estarei leve, sem pensamentos pesando sobre mim e serei levada pela brisa. Enfim conseguirei chorar e deixar de sentir um nó em meu peito que não se desfaz de jeito nenhum.

Será isso a LIBERDADE?

Anúncios

4 comentários sobre “Amar: verbo?

  1. Paula,

    O amor quando se sentir à vontade vai chegar de mansinho e conquistar seu mundo.

    Espero não perder contato, viu?

    Beijo grande, menina linda.

    Rebeca

  2. Néctar da Flor é um blog que sempre soube receber e retornar seus comentários. Nunca deixamos ninguém, por motivo algum, no silêncio de uma visita quando vem à nossa página. Por esse motivo queremos presentear todos os amigos, que assim como nós, sabem acolher qualquer pessoa que chega com gentileza na sua casa virtual. Sem recriminação, sem preconceito, sem frescura.

    Simplesmente porque:

    Acolhe com o coração!

    Beijos jogados no ar, sempre!

  3. John disse:

    Somos humanos, criamos culturas que definem o amor em muitas faces, precisamos de pequenas obsessões como chocolate, torcida pelo Palmeiras, essência imutável. Na verdade o tempo, o ritmo, a cadência é o que não muda, mas sim saímos do casco, voamos, morremos e nos transformamos de novo e de novo e de novo.

    O fóda é saber exatamente o que se quer e ver o mundo todo girando e tentando nos questionar ao máximo, se realmente estamos dispostos a aprender aqui, se viemos pra cá para nos apegarmos mais ainda aos vícios passados, ou se somos grandes o bastante para flutuar de novo e de novo e de novo e de novo.

    Te desejo toda intensidade necessária em qualquer escolha que faça.

    Concordo plenamente com sua frase: “Comida requentada não é a mesma coisa”, porém acrescento: sentimentos verdadeiros não se apagam com chuvas, vendavais, vidas, temperaturas, festas, trabalhos de conclusão de curso, tempo, distância, suco da flor do amor”.

    Não é preciso ser tão bruxo ao ponto de se encontrar em sonhos algo que está tão claro no sono da vida.
    Suavemente a vida desabrocha.
    Não há pressa no silêncio da natureza.
    Antiga luta entre amor e cultura.

    Te desejo toda intensidade necessária em qualquer escolha que faça. Somos nós que decidimos o que estamos dispostos a aprender, mas por mais teimosos que possamos ser, não poderemos inverter a rotação e translação do planeta, pelo menos não sozinhos.

    Grande beijo minha eterna irmã, carinho sempre suave por ti !!!!!
    Intensidade que flutua !!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s