A graça do simples

Ontem, antes de dormir, fiz quase um ritual maravilhoso e tranquilizante para mim: Fui até a cozinha, preparei meu chá mate, coloquei meus óculos vermelhos, arrumei meu travesseiro, deitei embaixo do edredon, peguei um livrinho legal e me ajeitei em minha cama. Então percebi que existem coisinhas tão simples que me fascinam. Encare esse post como um momento Amélie Poulain.

Agora uma lista de coisas cotidianas belíssimas a meu ver:

* Segurar a caneca com as duas mãos e assoprar o chá quente antes de bebê-lo;

* Cheirinho de Cheetos queijo que minha cachorra tem quando fica muito tempo enroladinha no edredon;

* Ouvir música de olhos fechados;

* Feijão fresquinho e bem temperado da mamãe ;

* Ler de madrugada, quando meus vizinhos não ouvem funk bosta nem tecnobrega, não há televisões ligadas e a maioria das pessoas está dormindo (ou seja, paz);

* Ouvir música tomando banho;

* Ir ao cinema sozinha ou muito bem acompanhada;

* Passear sozinha ou muito bem acompanhada pela Avenida Paulista;

* Comprar canetas, cadernos e coisas de escola;

* Cheirar livros novos (coisa de viciado);

* Rir sozinha ou muito bem acompanhada;

* Dormir até dizer chega, acordar devagarinho, ligar a tv e ficar na cama até a bexiga exigir que você vá ao banheiro ou o estômago, que você vá à cozinha…

.

Vai dizer que fazer essas coisinhas bestas e necessárias não dão aquele toque colorido a alguns momentos banais?

.

.

.

OBS: Deixe exemplos de coisas simples que te encantam para eu matar minha curiosidade e rir um pouquinho!

Anúncios

4 comentários sobre “A graça do simples

  1. É.

    – andar sozinho até onde meus pés me levarem;

    – jogar videogame sozinho;

    – ler ler ler os realismos animistas das literaturas africanas;

    – ler ler ler realismos fantásticos;

    – ler ler ler livros de RPG;

    – jogar videogame;

    – andar andar andar;

    – ouvir música, ouvir depressões musicas, belas tristezas;

    – sonhar pensar imaginar sozinho olhar pensar sonhar;

    – ler ler ler;

    – andar até onde meus pés me levarem;

    – estar sozinho;

    – encontrar os coleguinhas em eventos aleatórios, um fim de semana para da grupo diferente de coleguinhas;

    – estar sozinho.

  2. Coisas simples que gosto:

    – Andar descalça
    – Escrever ouvindo música
    – Viajar com o vidro do carro aberto, sem ar condicionado.
    – Não ter frescura com a frescura

    Paulinha, seu texto está maravilhoso, principalmente porque nos faz parar pra pensar nessa simplicidade toda. Existem tantas possibilidades que nos levam a felicidade, que esquecemos que o mais simples é o que mais nos agrada.

    Ah, Jota Cê mandou dizer que amanhã entrega seu fanzine, viu?

    Beijo imenso, menina linda.

    Rebeca

  3. Ai!! Você é uma fofa*
    nossa ñ vou diser nenhuma, pois meu cotidiano é louco e amo tudo que faço nele….
    ta pra ñ diser que sou chata, ai vai uma….
    tomar sol…
    ouvindo musicas antigas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s