Educar #comofas//

A cada dia que passa me surpreendo mais com as crianças e os adolescentes que encontro por aí.

Infelizmente no condomínio em que moro há várias praguinhas sem pais. Pelo menos parecem não ter pais, pois pulam o dia inteiro (inclusive depois das 22h), não respeitam os mais velhos (um idiota já xingou meu pai), fazem tudo o que não podem e ainda acham ruim quando alguém chama a atenção.

Quando o síndico foi avisar um pai que seus filhos estavam fazendo arruaça pelos corredores, foi espancado, quase esfaqueado, e esse maluco, agora, está foragido. (OBS: Ele já tinha se envolvido com polícia antes! Legal, né?)

Além disso, adolescentes estranhos aqui do condomínio foram presos, por causas não conhecidas por mim.

Hoje, no condomínio em que meu tio mora, um dos amiguinhos de minha prima de nove anos estava com uma matralhadora de brinquedo e um livro sobre armas de fogo, que possuia em suas páginas a imagem de uma criança com uma grande arma.

Que educação esse pai quer dar para o seu filho? Que exemplos essa criança terá? Como devo educar meus filhos para que sejam pessoas respeitáveis e que respeitam?

Eu simplesmente tenho medo!

Tenho medo de educar. Tenho medo de encarar essas “crianças”. Tenho medo de encarar esses “pais”. Tenho medo de morrer de estresse. Tenho medo de viver em um mundo falido.

O que fazer?

Como agir?

Difícil, não?!

.

.

.

Um bom início de semana para todos e muita reflexão.

Anúncios

Um comentário sobre “Educar #comofas//

  1. Alex disse:

    É muito complicado entender a causa de tudo isso.
    Pois ela pode vir justamente de algo que prezamos muito, que é a liberdade!

    Nas familias de antigamente, os pais falavam (e muitos batiam), os filhos obedeciam (por respeito, medo, etc) e tínhamos um mundo “comportado” (entre aspas, pois a repressão pode ser a causa de vários distúrbios no futuro).

    Depois de um tempo, os filhos passaram a argumentar com seus pais. Graças ao maior acesso a informação e graças a educação mais liberal, que os filhos dos “pais antiquados” dão aos seus filhos, tentando passar longe da educação rígida que tiveram.

    A educação liberal, com mais acesso a todo tipo de informação, faz com que um universo de possibilidades se abra e, com a falta de alguns valores, este universo pode ser tornar nocivo para alguns.

    Com este mundo consumista, os valores são dados ao “ter”, e não ao “ser”. As propagandas estimulam o consumo, a beleza, e cada vez menos os valores familiares e fraternos.

    Com isso tudo, ver crianças se divertindo com armas de brinquedo e pais que defendem seus filhos mesmo eles estando errados, se torna algo corriqueiro!

    Não sei como uma campanha de conscientização poderia ser realizada na população. Talvez nem seja possível.
    Mas se tentarmos fazer com que nossos filhos não se tornem estes “monstrinhos” que vemos hoje, acho que já estaremos melhorando o mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s