O que estou fazendo?

A angústia domina o corpo.

Será muito tempo em casa? Será a ansiedade de começar as atividades de 2013 da melhor forma possível? Será a insegurança de não saber, nos mínimos detalhes, o que acontecerá?

Acho que ainda não aprendi a viver no improviso, no imprevisível, no previsível, porém não garantido, no talvez, quem sabe, no vamos ver o que é melhor. Sou perfeccionista e a falta de um roteiro, às vezes (para não dizer sempre), me incomoda.

Nunca viajei para o exterior, a não ser quando tinha 11 anos de idade e fui realizar um sonho enorme lá em Orlando e Tampa. Sempre quando me imagino indo para a Inglaterra, a Irlanda, a Espanha, o Japão, a França, e todos os outros países de todos os outros continentes, me pego imaginando os rios de dinheiro que terei que economizar para conseguir ir, quantos anos terei que me matar trabalhando para conseguir dinheiro mais do que suficiente para ir e não morrer de dívidas depois, o melhor roteiro que devo fazer, a que horas chegar e sair dos lugares, se devo tirar dias para fazer o que dá na telha, quanto tempo dormir etc.

Ok, sou paranoica e não consigo relaxar! E por isso estou aqui, escrevendo esse post para ver se toda a angústia que me consome consegue diminuir e me fazer aproveitar cada segundinho dessa vida cheia de surpresas boas e repleta de surpresas ruins, com as quais aprendemos a lidar quando ela vem como uma folha ao vento e gruda em seu rosto e fica lá, tampando a visão, a respiração, a fala.

É uma superação que sufoca, é uma busca incessante para saber quem sou e qual é minha missão nesse universo, é se pegar tentando fazer o melhor e perceber que não passou de algo simples demais, é ver as forças indo embora e correr atrás de uma nova forma de recarregar a bateria, é se afogar em mundos a que não pertence para tentar ter tranquilidade mágica por alguns minutos, talvez, algumas horas.

É descobrir novas paixões, é relembrar como é bom ter paixonite aguda por sagas, bandas, séries e escritores, é se pegar sorrindo sozinha por estar satisfeita com suas atitudes, é gargalhar ao fim do dia ao ver que todos os itens da agenda foram cumpridos.

Quem sou? Como sou? Por que sou? Por quem sou? Onde sou?

Tenho que me conformar, nunca terei essas respostas. A solução é encontrar a felicidade em sonecas tiradas no sofá com a pessoa que se ama, em abraços cheios de amor nos familiares queridos, em programas divertidos com os amigos, em textos escritos com palavras escolhidas a dedo e sensações mágicas.

 

paula colorida

Anúncios

Um comentário sobre “O que estou fazendo?

  1. carolfts disse:

    Minha primeira vez no seu blog. Cheguei aqui procurando informações sobre o curso de jornalismo da PUC, mas adorei a maneira como você escreve e devorei vários posts seguidos.

    Bom, mas sem querer ser indiscreta, eu li que você se formou na PUC, e queria saber um pouco sobre o curso. O jornalismo valeu a pena? Foi muito difícil conseguir trampo depois de formada? E a PUC, oferece opções de laboratório, estágios, etc?
    Desculpa te bombardear de perguntas, mas é super difícil conseguir informações na internet, e conversar com alguém que já se formou de fato seria muito melhor. Pode me ajudar, por favoooooooooor? hahaha

    Meu e-mail é carolina.oliveira@gmx.com e meu blog é muggle-world.blogspot.com, se puder entrar em contato.
    Muito obrigada desde já, e vou voltar sempre aqui pra ler seus posts incríveis.

    Tudo de bom,
    Carol 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s