Vida de Mestranda: Sem forças para comemoração

Não fique triste! Cada texto entregue, cada relatório finalizado, cada artigo enviado traz um certo alívio, porém, você não terá forças para comemorar.

– Ai, Paula! Que horror! – você diz para essa que vos escreve.

Mas é isso mesmo! Toda a energia que um pós-graduando tem vai toda para a criação de parágrafos e escolha de citações, categorização de conteúdos e análise de dados. O finzinho da energia é utilizada na revisão, que já não sai aquela maravilha.

Então, quando você aperta o enviar ou quando entrega o bloco de folhas encadernado, vem o alívio e só. Você volta pra casa pensando “viva”, manda mensagens para familiares, namorado(a) e amigos(as) dizendo “iupie” e só.

Queria mais energia para festejar cada passo bem sucedido.

Anúncios

Um comentário sobre “Vida de Mestranda: Sem forças para comemoração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s