¿Por qué no te callas, Lula?

Depois de ouvir besteiras sobre o Enem o dia inteiro, principalmente do
Ministro da Educação, Fernando Haddad, ainda fui obrigada a ver o Lula
dizendo que o Enem foi um sucesso e que aquelas que estão falando mal da
prova são as pessoas contra o exame. Hein???
O senhor bebeu ou o que, presidente?
O senhor realmente é brasileiro ou veio de outro planeta?
Pensei que alguém mais nesse país (inclusive o presidente), além do
Alexandre Garcia, assumiria que a educação realmente é uma porcaria, assim
como os métodos de avaliação aplicados.
Quer saber de uma coisa? Vou parar de chover no molhado e ir trabalhar para
conseguir dinheiro para estudar, já que ninguém pode fazer isso por mim,
muito menos facilitar o caminho todo, não é, senhor presida?
Enquanto os governantes riem, dão gargalhadas, nós “dançamos”, né, Inep?!

Anúncios

Mais Enem

E as críticas ao Enem não pararam no último post deste bloguinho, fui obrigada a escrever mais este, porque a incapacidade do Mec, Inep e quem quer que seja se mostrou maior do que o esperado.

Cartões do gabarito errados, páginas em branco e questões repetidas ou com falhas, mensagem com linguagem chula no site do Inep…

Que baixaria, Brasil! Que baixaria! Estamos bem servidos, hein?!

Hoje de manhã, no Bom Dia Brasil, Alexandre Garcia disse uma frase que explicou qual é o verdadeiro problema do Enem: A incapacidade dos organizadores do exame, devido à má educação que tiveram. Digamos que seja um reflexo e tanto, não acha?!

Entenderam, governos? A má educação que VOCÊS cultivam há anos está atingindo a vocês mesmos e acabando com aqueles que sonham em ter educação, aquela que VOCÊS fazem questão de não dar a quem é pobre e não tem condições de colocar os filhos em colégios bilíngües, de período integral e caríssimos, em cursinhos preparatórios de primeira linha, em faculdades que custam uma fortuna (daria para comprar um belo apartamento com a grana “investida”). Ah, e não posso deixar de frisar que para ingressar na USP é OBRIGATÓRIO fazer cursinho, porque tem coisa que cai lá que ninguém viu, pois se chegarem a dar função de segundo grau e saírem do verbo to be (mais conhecido como tobby) no ensino médio, já é muito, obrigada!

Agora minha irmã está lá em casa, não quer conferir as provas, mas acha que foi bem, só não gostou da redação dela. Pelo menos não pegou prova amarela, só branca e azul. As amarelas que vieram com problemas ridículos.

O jeito é aguardar os resultados do Enem e do ProUni. Isso porque o curso que ela quer fazer, Gastronomia, não tem em universidade pública e a mensalidade é baratinha nas particulares, apenas R$ 2.000,00, dinheiro que meu pai e eu ganhamos juntos em um mês.

Tem muita coisa fedendo nesse país, sabia?! Muita coisa!

Enem: Mas que merda vocês fizeram, MEC?

Há muitos anos, eu fiz o Enem para me ajudar com as notas na USP e Unicamp e para tentar o ProUni. Consegui o ProUni, é claro! =D (Depois de quase morrer de gastrite e de crises de choro intermináveis!)

Hoje minha irmã está a caminho do primeiro dia do Enem.

Primeiro dia?

Sim. O MEC transformou o Enem em vestibular e, mais uma vez, quem sai perdendo é aquele que depende do ensino gratuito que o Governo e a Prefeitura têm a obrigação de oferecer à população.

Como todos sabem, o ensino é uma droga, inclusive nas ETECs, as quais tanto usam para propaganda em época de eleição. Falo isso com autoridade porque estudei em uma Etec (na Lauro Gomes) e os professores ficavam devendo e muito, só alguns se salvavam e eram geniais.

Então, só quem tem dinheiro para pagar cursinho e teve uma boa educação a vida toda passará com tranquilidade.

Quando é que eles vão entender que o problema está na base e não apenas na hora de ir para uma faculdade? Eu sou o ser mais inteligente do mundo ou os governantes se fazem de cegos para conseguirem votos mais facilmente de gente ignorante?

Agora não pode usar lápis nem borracha, não pode fazer rascunho, não pode saber as horas (espero que eles tenham colocado relógio de parede em todas as salas) e tem que saber inglês ou espanhol. Desde quando a droga do ensino médio público oferece espanhol e inglês de qualidade? A minha professora falava “hair” e não “her” quando conversava com a gente e falava sobre a mãe dela.

E a merda toda não para por aí! O MEC marcou as provas no mesmo final de semana em que ocorre a Fórmula 1 em São Paulo. E quem mora em Interlagos? E quem mora muito além de Interlagos? Quem mora além da periferia?

E as coisas pioram porque eles adoram enviar quem mora na Zona Sul para a Zona Leste ou Zona Norte e fazer uma zona pela cidade com alunos lutando para descobrir como atravessar a cidade e chegar ao local de prova no horário e sãos e salvos (dependendo do transporte público que também não ajuda em nada). Minha irmã vai fazer prova na Mooca e eu fiz em Santana, sendo que existem várias universidades aqui perto, como Unip em Santo Amaro e a Unib na Avenida Interlagos, do lado de casa.

Sinceramente, a cada dia que passa minhas esperanças de que alguém dos governos federal e estadual e da prefeitura faça algo decente estão diminuindo e quase desaparecendo a cada notícia nova que vejo nos jornais ou na tv.

Tenho vergonha de morar aqui. Tenho vergonha de ter as mãos atadas. Tenho vergonha de me sentir sem poder algum de fazer algo tão essencial mudar.

O que fazer? Reclamar, aparecer na tv, escrever matérias, postar num blog, virar vereadora, deputada, o que for, e morrer no primeiro ano de mandato tentando fazer alguma coisa boa pela cidade que tanto amo e pelo país que adoro?

Nada vai mudar com Dilma! Nada vai mudar com Geraldo! Nada vai mudar com Kassab! Nada vai mudar… E se mudar, será para pior!

Pessimista não, realista sempre!